Quando devo procurar um fisioterapeuta?

Importante no dia a dia, a fisioterapia pode tratar uma série de problemas e quadros físicos


A fisioterapia é uma área que vai muito além de reabilitação pós-acidente ou atividades após uma lesão. Esta área pode auxiliar no combate de uma má postura ou até complicações respiratórias.

O Grupo Chiba/Fisiomed traz, no post de hoje, informações acerca do melhor momento para procurar o fisioterapeuta. Confira abaixo!

O que é a fisioterapia?

É uma especialidade que utiliza métodos, como manipulação de articulações, alongamento muscular, terapia de calor e eletroterapia para tratar problemas relacionados ao sistema músculo-esquelético do corpo. Assim, alivia a dor de lesões e outros problemas físicos que possam afetar a vida cotidiana do paciente.

Como é a consulta com o fisioterapeuta?

No primeiro contato, será revisado seu histórico médico e examinado radiografias e exames. Além disso, estilo de vida, doenças e possíveis lesões também devem ser citadas e levantadas neste encontro.

Provavelmente o paciente será submetido a atividades simples, como caminhar e se curvar, por exemplo, para avaliar suas capacidades e limitações físicas. Com isso, o profissional terá um direcionamento para criar um programa de fisioterapia personalizado para o indivíduo.

Já nas consultas de acompanhamento, o paciente realizará exercícios e movimentos já definidos anteriormente e que fazem parte do programa criado, buscando a recuperação plena e o bem-estar.

Quando procurar o fisioterapeuta?

Atualmente, há vários fatores que podem fazer com que o paciente busque uma consulta com um fisioterapeuta. Pode ser por conta própria ou com um encaminhamento de um médico, para tratar uma condição específica.

As situações mais comuns que levam o paciente ao fisioterapeuta são:

  • Doença: após uma doença prolongada ou durante / após uma doença que afete a mobilidade, o equilíbrio ou as habilidades motoras;

  • Condição crônica de saúde: algumas condições crônicas de saúde, como diabetes, podem afetar a mobilidade e o equilíbrio;

  • Após uma cirurgia: após o procedimento cirúrgico, levantar-se e movimentar-se é uma parte muito importante do processo de cicatrização. Se uma parte do corpo, como mão, pé ou costas, foi afetada, a fisioterapia pode ajudar o paciente a retomar o uso ou compensar;

  • Lesões: lesões que deixam o paciente com muita dor ou com a incapacidade de se mover podem frequentemente ser tratadas por meio de fisioterapia;

  • Envelhecimento: à medida que as pessoas envelhecem, elas experimentam mudanças em seus corpos que afetam o movimento e a função. A fisioterapia pode ajudá-los a recuperar parte dessa função ou ensiná-los a lidar com a perda;

  • Crises graves de saúde: ataque cardíaco, derrame cerebral, lesão cerebral traumática e outras crises de saúde podem deixar uma pessoa com grandes dificuldades nas funções normais do dia a dia. A fisioterapia pode ajudar os pacientes a recuperar parte ou toda essa função;

  • Melhor desempenho físico: pacientes que desejam um melhor desempenho em suas atividades físicas podem recorrer à fisioterapia para aprender estratégias que maximizem o potencial do corpo para o desempenho.

  • Bem-estar: pacientes podem começar a fisioterapia para neutralizar os efeitos do envelhecimento, aprender habilidades para se manterem móveis e saudáveis e flexíveis.


Conte com o Grupo Chiba/Fisiomed nesta fase da sua vida! Entre em contato conosco, agende sua consulta e conheça o nosso trabalho!

59 visualizações

Posts recentes

Ver tudo